Destaques

6/recent/ticker-posts

Ribeira do Pombal: Comandante da Guarda Municipal, Ricardo Bitencourt, coloca agentes da GCM em risco ao determinar barreira em frente a agência do Banco do Brasil


O Presidente do Sindicato dos Guardas Municipais do Estado da Bahia (SINDGUARDAS-Bahia), Pedro de Oliveira usou as redes sociais pra mostrar seu descontentamento ao saber que, agentes da Guarda Municipal da cidade de Ribeira do Pombal estavam realizando uma barreira em frente a agência Banco do Brasil. O fato ocorreu na manhã de hoje (07), após o setor de vigilância sanitária interditar o Banco por constatar descumprimento do Decreto Municipal 039/2021 por parte da gerência.

Segundo informações da Coordenadora da Vigilância Sanitária de Ribeira do Pombal, Milene Garcia, existe uma determinação no Decreto que estabelece um Protocolo Sanitário para ser cumprido por todos os estabelecimentos comerciais e de serviços autorizados a abrir no município e que a agência está violando esta determinação. A direção do banco se negou a disponibilizar funcionário para organizar as filas nos caixas eletrônicos e orientar os clientes a manter distancia entre si, com a negativa em cumprir o Decreto foi anunciada a interdição da agência.

"Não é papel da Guarda Civil Municipal realizar barreiras em frente a Bancos. Na semana passada por pouco não ocorreu uma tragédia em Santa Cruz da Vitória em um assalto a banco em que a sede da GCM fica muito próxima. Hoje, recebemos essa notícia de que o Comandante da GCM, Ricardo Bitencourt, que também é Guarda Municipal, escalou alguns agentes para atuar diretamente na agência. Comandante é pra cumprir ordens, desde que não sejam ilegais", desabafou Pedro de Oliveira.

O Banco do Brasil tem 72 horas para pagar uma multa de três salários mínimos, tem 30 dias para recorrer da decisão e ainda pode ter o Alvará de Funcionamento cassado. Isso significa que a agência só poderá voltar funcionar quando se redimir, quitar a multa e se adequar as regras sanitárias decretadas pelo município.

Postar um comentário

0 Comentários